Primeiros socorros

Os primeiros socorros referem-se ao atendimento de emergência ou imediato que você deve fornecer quando uma pessoa está ferida ou doente, até que o tratamento médico completo esteja disponível.


Para condições menores, os primeiros socorros podem ser suficientes. Para problemas graves, os primeiros socorros devem ser continuados até que cuidados mais avançados estejam disponíveis.

O primeiro passo em qualquer emergência é reconhecer o problema e fornecer ajuda. Em caso de dúvida ou quando alguém está gravemente ferido ou doente, você deve sempre ativar o sistema de resposta a emergências ligando para o SAMU 192 de sua localidade. Se você não tiver certeza da gravidade da situação, o operador do SAMU 192 fará uma série de perguntas para determinar a gravidade da situação.

Permaneça na linha até que chegue ajuda adicional ou até que o operador do do 192 diga para você desligar. Os despachantes do sistema de emergência podem orientá-lo nas etapas.

Esteja você em casa, no trabalho ou na escola, saiba onde o kit de primeiros socorros estão guardados e esteja familiarizado com seu conteúdo. Saiba como ativar os Serviços de Emergência Médica 192 na sua área. Esteja ciente de quaisquer políticas no local de trabalho relacionadas a emergências médicas.

Depois de determinar o problema, a próxima etapa para fornecer ajuda é determinar a capacidade de resposta da pessoa ferida ou doente. A melhor maneira de determinar isso é tocar na pessoa e falar alto com ela: "Você está bem?" Depois de determinar a capacidade de resposta, grite por ajuda. Procure por quaisquer identificações médicas, como um colar ou uma pulseira. Isso pode fornecer uma pista valiosa para a causa da situação

SEGURANÇA DE CENA

Avaliar a segurança do ambiente é fundamental ao abordar qualquer cena. Você não quer se tornar outra pessoa ferida ou doente, portanto, procure quaisquer perigos em potencial. Remova a pessoa de quaisquer perigos, como a presença de água no local. Esteja especialmente alerta para evitar o perigo do tráfego de automóveis.

KIT DE PRIMEIROS SOCORROS


Os itens comuns encontrados em um kit de primeiros socorros são:

  • Bandagens, bandagens de rolo e fita adesiva

  • Gaze estéril

  • Lenços anti-sépticos e cotonetes

  • Compressas absorventes

  • Creme antibiótico

  • Pomada para queimar

  • Máscara para respiração (respiração artificial / RCP)

  • Compressa fria química

  • Protetor ocular e colírio

  • Guia de referência de primeiros socorros que inclui números de telefone locais

  • Considere comprar um kit de primeiros socorros disponível no mercado ou fazer o seu próprio. Ter um kit em casa, no carro e no local de trabalho é fundamental para estar preparado.



DESMAIO


O desmaio é uma reação comum a uma variedade de condições. Os indivíduos podem desmaiar ao ver sangue ou durante períodos de intenso estresse emocional. Condições mais graves, como ritmo cardíaco anormal ou irregular, também podem causar desmaios. Além disso, pessoas gravemente desidratadas podem desmaiar ao se levantar repentinamente. A reação do corpo à diminuição do fluxo sanguíneo para o cérebro faz com que a pessoa desmaie. Ao deitar-se, o fluxo sanguíneo para o cérebro é melhorado.

Ao cuidar de uma pessoa que desmaia, faça o seguinte:

  1. Garanta a segurança do local.

  2. Ajude a pessoa a se deitar.

  3. Eleve as pernas, se possível.

  4. Se não houver melhora rápida ou a pessoa deixar de responder, ligue para o 192 Samu

Uma pessoa também pode desmaiar enquanto está sentada em uma cadeira. Neste caso, ajude-os a descer. Esteja ciente do potencial de ferimentos se a pessoa cair. Se a pessoa não recuperar rapidamente a consciência, ligue imediatamente para o 911. Lembre-se de que os desmaios podem ser causados ​​por uma ampla gama de problemas, alguns dos quais podem ser fatais. Se você não tiver certeza da causa do desmaio, ligue para o 192


BAIXO NÍVEL DE AÇÚCAR NO SANGUE EM PESSOAS COM DIABETES


O diabetes afeta a capacidade de uma pessoa de regular o açúcar no sangue. As flutuações do açúcar no sangue em qualquer direção podem produzir sintomas. Pessoas com diabetes podem ter níveis baixos de açúcar no sangue devido a doenças, estresse, pular refeições ou tomar muita insulina.

O baixo nível de açúcar no sangue pode causar estados alterados de consciência, como agitação, confusão e perda de consciência. Açúcar no sangue muito baixo pode resultar em cansaço excessivo, fraqueza e até mesmo atividade semelhante a convulsões.

Ao lidar com uma pessoa suspeita de ter baixo nível de açúcar no sangue, faça o seguinte:

  1. Dê-lhes uma bebida que contenha açúcar, como suco de fruta, leite ou refrigerante.

  2. Incentive-os a se sentar ou deitar.

  3. Ligue 192 Samu.

  4. Se os sintomas melhorarem, incentive-os a comer.

Gel e comprimidos de glicose estão disponíveis e são uma boa maneira de aumentar rapidamente o açúcar no sangue. Alternativas aos géis e comprimidos incluem pacotes de açúcar, mel ou geléia de restaurantes que podem estar prontamente disponíveis. Considere manter qualquer um deles no kit de primeiros socorros.

Se uma pessoa com diabetes não conseguir se sentar ou engolir com segurança, não dê a ela nada para comer ou beber. Isso pode resultar em engasgo ou aspiração.

DERRAME


Um derrame, às vezes chamado de ataque cerebral, é uma emergência médica causada por um vaso sanguíneo bloqueado ou sangramento no cérebro.

  • Fala arrastada ou ininteligível

  • Queda facial

  • Dormência

  • Fraqueza em um lado do corpo

  • Dificuldade em caminhar ou manter o equilíbrio

  • Perda de visão

  • Dor de cabeça severa

  • Perda de consciência

O derrame é uma emergência neurológica, então o tempo é crítico.

Se você suspeitar que uma pessoa está tendo um derrame, faça o seguinte:

  1. Ligue imediatamente para o 192 Samu.

  2. Ajude a pessoa a se sentar ou deitar.

  3. Pegue um um kit de primeiros socorros.

  4. Registre a hora em que os sintomas neurológicos foram observados e a última vez em que a pessoa não apresentou sintomas.

A RCP é uma habilidade vital e essencial que pode salvar a vida de alguém. Os dois elementos principais da RCP são a pressão sobre o tórax, também chamada de compressões, e o fornecimento de respiração. Qualquer criança após a puberdade é tratada com RCP para adultos. Crianças pequenas e bebês requerem considerações especiais para a RCP.

CONVULSÕES


As convulsões resultam em movimentos anormais do corpo devido a uma descarga elétrica irregular no cérebro. As convulsões podem envolver um ou ambos os lados do corpo. Muitas convulsões resultam em movimentos bruscos rítmicos, mas algumas podem resultar em um tipo de comportamento de olhar fixo vazio. Uma pessoa que tem uma convulsão pode cair no chão, morder a língua e perder o controle do intestino e da bexiga. As convulsões costumam ser acompanhadas por um breve período de insensibilidade.

As causas de convulsões ou atividade semelhante a convulsões incluem epilepsia, baixo nível de açúcar no sangue, traumatismo craniano ou traumatismo craniano, doença cardíaca, ingestão de uma toxina ou doença relacionada ao calor.

Ao cuidar de uma pessoa com convulsão, faça o seguinte:

  1. Ajude-os a descer, se necessário.

  2. Limpe a área ao redor deles para evitar ferimentos.

  3. Coloque um pequeno travesseiro ou toalha sob a cabeça.

  4. Ligue 192 Samu

Depois que a convulsão terminar, faça o seguinte:

  1. Sinta o pulso da pessoa. (Lembre-se de que problemas cardíacos podem causar atividade semelhante a convulsões.)

  2. Posicione a pessoa de lado para reduzir a chance de engasgar com o vômito. (As pessoas podem vomitar após uma convulsão.)

  3. Fique com eles até que a ajuda chegue.

Não tente conter uma pessoa que esteja tendo uma convulsão. Além disso, não tente abrir a boca ou colocar nada entre os dentes.

Uma vítima experimentando uma crise de ausência ou de olhar fixo terá os olhos abertos, mas não responderá a você. Esses episódios são geralmente breves e não estão associados a movimentos bruscos do corpo ou perda de consciência. Este tipo de evento deve ser tratado como qualquer outra convulsão e uma avaliação médica é necessária.


CHOQUE


O choque pode ser causado por infecção avassaladora, perda de sangue, reação alérgica grave, desidratação grave ou problemas cardíacos. Quando o fluxo sanguíneo é significativamente reduzido, o corpo não recebe um suprimento adequado de oxigênio e ocorre o choque. As vítimas em choque podem perder a consciência ou não responder.

Os sinais e sintomas de choque incluem:

  • Pobre cor da pele que é pálida, cinza ou azulada

  • Tonturas e vertigens

  • Náusea ou vômito

  • Mudança de comportamento, como agitação, confusão ou falta de resposta

  • Pele úmida

Quando confrontado com uma pessoa em estado de choque, faça o seguinte:

  1. Ative o sistema de resposta de emergência ligando para o 192 Samu

  2. Ajude a pessoa a se deitar e elevar as pernas.

  3. Cubra a pessoa com cobertores para mantê-la aquecida.

  4. Esteja preparado para realizar a RCP.

  5. Fique com a pessoa até que chegue ajuda.

LESÕES DENTÁRIAS


Os dentes podem estar quebrados, lascados ou completamente arrancados da boca. Sempre use luvas ao manusear os dentes de outra pessoa.

Às vezes, os dentes podem ser reimplantados e devem ser transportados com a pessoa ao dentista ou ao centro médico. Sempre manuseie os dentes com cuidado e evite tocar nas raízes. Lave suavemente o dente com água limpa, mas nunca o esfregue ou suas raízes. Um dente pode ser transportado em leite, solução salina ou sob a língua de uma pessoa cooperativa. A pessoa deve consultar um dentista ou médico imediatamente.

Se um dente estiver simplesmente solto, peça à pessoa que morda um pedaço de gaze e ligue para o dentista. Dentes lascados ou rachados podem ser bastante dolorosos. Se houver sangue visível na rachadura, atendimento odontológico imediato é necessário para evitar a perda do dente. Os dentes feridos podem mais tarde começar a adquirir cor. Isso sugere uma lesão no nervo e uma visita ao dentista é necessária

LAVAGEM DAS MÃOS E PROTEÇÃO PESSOAL


Lavar as mãos é essencial na prevenção de doenças e enfermidades. Lave as mãos após cada cuidado e depois de tirar as luvas. Quando não houver pia, use desinfetantes para as mãos. (A maioria dos desinfetantes para as mãos é à base de álcool e é um substituto para a lavagem das mãos quando necessário.)

técnica adequada de lavagem das mãos é bastante simples:

  • Molhe completamente as mãos e aplique sabonete generosamente.

  • Esfregue vigorosamente por pelo menos 20 segundos .

  • Enxágüe as mãos com bastante água corrente.

  • Seque as mãos com uma toalha ou secador de ar.


Usar equipamento de proteção pessoal é uma estratégia importante para minimizar o risco de exposição a sangue e fluidos corporais. Se a pessoa estiver sangrando, sempre use luvas e óculos de proteção ao prestar os primeiros socorros. A precaução universal é utilizar equipamentos de proteção individual sempre que houver possibilidade de exposição a sangue ou fluidos corporais; reduz o risco de o socorrista e a pessoa ferida / doente serem expostas a uma doença transmitida pelo sangue. Luvas protegem suas mãos da exposição a sangue e outros fluidos corporais, enquanto a proteção para os olhos evita a exposição acidental de respingos de fluidos.

Considere uma máscara de bolso como parte de seu equipamento de proteção pessoal, pois fornece segurança durante a respiração de resgate. Certifique-se de descartar todo o equipamento que tenha tocado em fluidos corporais em uma sacola de risco biológico, quando disponível.


HEMORRAGIAS NASAIS


As hemorragias nasais podem ser bastante dramáticas e muitas vezes confusas. Certifique-se de usar equipamento de proteção individual e proteção para os olhos ao cuidar de sangramentos nasais. Pessoas com sangramento nasal costumam engolir uma grande quantidade de sangue, o que pode resultar em vômito. Portanto, você deve se preparar para o pior.

Depois de verificar se o local está seguro e se o equipamento de proteção está colocado, pressione os dois lados das narinas logo abaixo da parte óssea do nariz por no mínimo 5 a 10 minutos. Se o sangramento continuar, tente manter a pressão por mais 10 minutos. Sente-se ereto e incline o corpo e a cabeça ligeiramente para a frente. Isso evitará que o sangue escorra pela garganta, o que pode causar vômito. (NÃO deite nem coloque a cabeça entre as pernas.) Se o sangramento continuar depois disso, procure atendimento médico. Se a vítima tiver dificuldade para respirar ou mostrar sinais de sofrimento grave, ligue para 192 Samu

PERFURAÇÕES E OBJETOS EMPALADOS


Feridas de perfurações e objetos cravados representam um risco especial para a pessoa ferida. As feridas por punção podem penetrar mais profundamente do que o aparente e ferir estruturas sensíveis, como nervos, músculos, tendões ou vasos sanguíneos. Controle o sangramento das feridas de punção com pressão direta e, a seguir, procure atendimento médico. As feridas por punção podem conter germes profundamente dentro da ferida e podem resultar em infecções graves. Portanto, qualquer ferida grave de punção deve ser avaliada por um profissional o mais rápido possível.

Objetos empalados devem ser deixados no lugar. É importante compreender que o objeto pode pinçar um vaso sanguíneo e a remoção do objeto pode resultar em perda maciça de sangue de um vaso sanguíneo lesionado. Estabilize objetos empalados com gaze e curativos e transporte a pessoa para o pronto-socorro.

PROBLEMAS OCULARES


Lesões oculares comuns podem resultar de golpes diretos, corpos estranhos ou arranhão acidental do olho. Os sintomas incluem dor imediata, lacrimejamento, alteração da visão e vermelhidão. Também podem ocorrer hematomas e sangramento. Lesões mais graves incluem perfurações e lacerações.

Irritantes simples, como poeira ou detritos, podem ser lavados com água. Qualquer exposição química aos olhos deve ser lavada com grandes quantidades de água e você deve ligar para o 192 Samu. Pode ser necessário equipamento especial para irrigar o olho de forma adequada, portanto, você deve procurar atendimento profissional.

Se houver suspeita de um ferimento mais sério no olho, ligue para 192 Samu. Proteja ambos os olhos com uma bandagem ou protetor ocular. Como os olhos funcionam em pares, deixar um olho descoberto faz com que ambos se movam quando o olho bom rastreia objetos. Cobrir ambos os olhos minimiza o movimento do olho ferido. No entanto, isso deixa a pessoa efetivamente cega, o que pode ser perigoso e assustador para a pessoa. Nunca deixe uma pessoa com os dois olhos enfaixados sozinha. Eles exigirão pistas verbais sobre o ambiente ao seu redor, bem como garantias. Um médico especialista em cuidados com os olhos deve avaliar essas lesões.

FERIMENTOS NA CABEÇA


Lesões na cabeça podem acompanhar qualquer evento traumático.

Os sinais e sintomas de traumatismo craniano ou lesão cerebral traumática incluem o seguinte:

  • Confusão

  • Dor de cabeça

  • Nausea e vomito

  • Perda de memória

  • Perda de equilíbrio e coordenação

  • Convulsão

  • Perda de consciência

Uma pessoa que demonstre qualquer um dos itens acima deve ser avaliada posteriormente por um médico. Lesões na cabeça podem ser devastadoras e ter consequências para a vida toda, resultando em perda de função e diminuição da produtividade. Incapacidade permanente pode ocorrer em casos mais graves. Proteja a pessoa de novos ferimentos estabilizando a cabeça e o pescoço manualmente e prepare-os para o transporte para atendimento médico avançado. Observe atentamente as mudanças nas condições. ligue 192 Samu


QUEIMADURAS E LESÕES ELÉTRICAS


As queimaduras podem ocorrer pelo contato direto com qualquer fonte de calor, eletricidade ou certos produtos químicos. As queimaduras podem variar de pequenas queimaduras superficiais a queimaduras muito profundas que danificam músculos, tendões, nervos e até ossos. Lesões elétricas de alta tensão podem produzir lesões devastadoras e podem ser fatais. Qualquer pessoa sofrendo uma lesão elétrica requer uma avaliação no departamento de emergência.

Pequenas queimaduras podem ser tratadas com primeiros socorros, fazendo o seguinte:

  1. Certifique-se de que a origem da queimadura foi identificada e que a cena está segura.

  2. Use equipamento de proteção individual e obtenha o kit de primeiros socorros.

  3. Enxágue a queimadura em água fria ou fria.

  4. Aplique antibiótico ou creme para queimaduras se não houver alergia.

  5. Cubra com um curativo antiaderente limpo e seco.

  6. Faça com que a pessoa acompanhe um profissional de saúde.

Não aplique gelo em uma queimadura. Essa técnica resultará em um ferimento pelo frio em cima de uma queimadura e causará mais danos ao tecido.

Ligue para o 192 Samu quando ocorrer o seguinte:

  • Uma grande queimadura

  • Queimaduras no rosto, mãos ou órgãos genitais (queimaduras na pele das articulações, como a parte de trás dos joelhos, também requerem tratamento especial, pois o movimento constante tornará a cura mais complicada.)

  • Dificuldade ao respirar

  • Um fogo

  • Possibilidade de exposição ao monóxido de carbono

Parar, soltar e rolar é a melhor maneira de apagar o fogo da pessoa. Você também pode sufocar a pessoa com um cobertor úmido para apagar as chamas. Remova o cobertor depois que o fogo se extinguir.

Ao cuidar de uma pessoa com uma grande queimadura, faça o seguinte:

  1. Certifique-se de que a cena é segura.

  2. Ligue para o 192 Samu.

  3. Coloque o equipamento de proteção individual e adquira o kit de primeiros socorros.

  4. Remova qualquer parte da roupa que não esteja grudada e, se você tiver coberturas alternativas adequadas, ou seja, um filme plástico limpo, lençol, cobertor, etc., cubra-as com elas. Não remova as roupas que estão grudadas na pele, pois isso pode rasgar ainda mais a lesão

As queimaduras podem ocorrer pelo contato direto com qualquer fonte de calor, eletricidade ou certos produtos químicos. As queimaduras podem variar de pequenas queimaduras superficiais a queimaduras muito profundas que danificam músculos, tendões, nervos e até ossos. Lesões elétricas de alta tensão podem produzir lesões devastadoras e podem ser fatais. Qualquer pessoa sofrendo uma lesão elétrica requer uma avaliação no departamento de emergência.

Pequenas queimaduras podem ser tratadas com primeiros socorros, fazendo o seguinte:

  1. Certifique-se de que a origem da queimadura foi identificada e que a cena está segura.

  2. Use equipamento de proteção individual e obtenha o kit de primeiros socorros.

  3. Enxágue a queimadura em água fria ou fria.

  4. Aplique antibiótico ou creme para queimaduras se não houver alergia.

  5. Cubra com um curativo antiaderente limpo e seco.

  6. Faça com que a pessoa acompanhe um profissional de saúde.

Não aplique gelo em uma queimadura. Essa técnica resultará em um ferimento pelo frio em cima de uma queimadura e causará mais danos ao tecido.

Ligue para o 192 Samu quando ocorrer o seguinte:

  • Uma grande queimadura

  • Queimaduras no rosto, mãos ou órgãos genitais (queimaduras na pele das articulações, como a parte de trás dos joelhos, também requerem tratamento especial, pois o movimento constante tornará a cura mais complicada.)

  • Dificuldade ao respirar

  • Um fogo

  • Possibilidade de exposição ao monóxido de carbono

Parar, soltar e rolar é a melhor maneira de apagar o fogo da pessoa. Você também pode sufocar a pessoa com um cobertor úmido para apagar as chamas. Remova o cobertor depois que o fogo se extinguir.

Ao cuidar de uma pessoa com uma grande queimadura, faça o seguinte:

  1. Certifique-se de que a cena é segura.

  2. Ligue para o 192 Samu.

  3. Coloque o equipamento de proteção individual e adquira o kit de primeiros socorros.

  4. Remova qualquer parte da roupa que não esteja grudada e, se você tiver coberturas alternativas adequadas, ou seja, um filme plástico limpo, lençol, cobertor, etc., cubra-as com elas. Não remova as roupas que estão grudadas na pele, pois isso pode rasgar ainda mais a lesão


MORDIDAS E PICADAS


Nossa busca crescente por aventuras ao ar livre geralmente leva a lesões e doenças como resultado de fatores específicos relacionados ao ambiente que freqüentemente requerem cuidados de primeiros socorros.


Esteja alerta para quaisquer sinais ou sintomas de uma reação alérgica grave, pois isso deve levar à notificação imediata do 192 Samu

Picadas e picadas de insetos como aranhas, escorpiões e formigas de fogo podem causar reações locais mas ocasionalmente podem ocorrer reações sistêmicas mais sérias.


Os sinais e sintomas que sugerem uma

reação mais séria incluem:

  • Náusea ou vômito

  • Dor forte no local

  • Dor abdominal

  • Dificuldade ao respirar

  • Rigidez muscular

  • Dor de cabeça

  • Resposta diminuída

A picada da aranha viúva negra é conhecida por causar forte dor abdominal que pode mimetizar a apendicite em crianças.

Carrapatos carregam uma variedade de doenças e deve-se ficar atento a sinais e sintomas por até um mês após a exposição. Os sinais de uma doença transmitida por carrapatos incluem febre, dor de cabeça, dor nas articulações e erupção cutânea. Para remover um carrapato preso, segure-o pela cabeça com uma pinça e puxe para fora. Limpe a área com água e sabão ou um algodão embebido em álcool. Se a picada do carrapato ocorreu em uma área geográfica onde ocorre a doença transmitida pelo carrapato, procure tratamento médico para possível terapia antibiótica profilática.

.


A mordida de um animal como um guaxinim, morcego, gambá, raposa ou coiote apresenta maior risco de raiva. Sempre certifique-se de que a cena seja segura ao dar os primeiros socorros a qualquer pessoa com uma mordida de animal. Entre em contato com o sistema de resposta de emergência, pois um oficial de controle de animais pode ser capaz de capturar o animal e determinar o risco de raiva. Limpe a ferida com água e sabão e controle o sangramento aplicando pressão direta. Mordidas de animais são propensas a infecções e podem causar mais lesões devido à natureza da perfuração da ferida. Procure atendimento médico por um profissional de saúde qualificado para qualquer mordida que rompa a pele ou se houver preocupação com raiva ou outra infecção.

As picadas de cobra requerem atenção médica. Se a dor estiver piorando, ocorrer inchaço, surgimento de hematomas ou aparecimento de sinais sistêmicos (náuseas e vômitos), ocorreu uma picada de cobra venenosa. Ligue para o 192 Samu e não atrase o atendimento médico. Certifique-se de que a cena seja segura e que a cobra não seja mais uma ameaça. Mantenha a pessoa calma e evite mexer na extremidade mordida. Remova todas as roupas e joias restritivas da área afetada. Lave suavemente a área afetada com água e sabão, se disponível. Cuidados adicionais são necessários em um ambiente hospitalar. Não aplique um torniquete.


DOENÇAS RELACIONADAS À TEMPERATURA


Doenças relacionadas ao calor podem ocorrer devido a extremos de temperatura, principalmente em idosos e durante exercícios vigorosos. As doenças incluem cãibras de calor, exaustão pelo calor e insolação.

Cãibras de calor resultam em espasmos musculares dolorosos nas extremidades, nas costas e no estômago. Suor e dor de cabeça podem acompanhar as cólicas. Os sintomas geralmente desaparecem com repouso, relaxamento e beber água, uma bebida esportiva ou uma solução eletrolítica semelhante. Alongamentos leves e massagens também podem ser úteis.

A exaustão pelo calor é mais séria. Os sinais de exaustão pelo calor incluem tontura, vômito, cãibras musculares, fadiga, aumento da sudorese e tontura.

Mova a pessoa imediatamente para um ambiente mais fresco, se possível. Faça com que a pessoa se deite e afrouxe ou remova o máximo de roupa possível. Use água fria para borrifá-los e ventile-os, se disponível. Um pano úmido frio pode ser usado como alternativa. Incentive-os a beber água ou uma bebida esportiva. Permaneça com eles até que chegue a resposta médica de emergência.

192 Samu


Ao tratar uma pessoa com insolação, faça imediatamente o seguinte:

  1. Avalie a segurança do local, use equipamento de proteção e obtenha o kit de primeiros socorros e o DEA.

  2. Use um borrifador com água fria e um ventilador, se disponível, pois o resfriamento rápido é fundamental. Mergulhe-os em uma banheira ou chuveiro frio, se disponível.

  3. Se a pessoa puder, incentive-a a beber água, uma bebida esportiva ou uma solução eletrolítica.

  4. Continue a esfriar a pessoa até que seu comportamento volte ao normal ou até que chegue ajuda especializada.

QUEIMADURA DE SOL

A exposição à radiação UV da luz solar pode resultar em queimaduras solares. As queimaduras solares podem ser leves ou resultar em bolhas

e descamação da pele.

• Evitar a exposição solar adicional é fundamental.

• Estimule a hidratação e a ingestão de líquidos extras.

• Aloe vera tópico pode fornecer alívio sintomático.

• Se não for alérgico, o ibuprofeno também pode ajudar a aliviar alguns dos desconfortos.

ligue 192 Samu



QUEIMADURA POR FRIO

A exposição ao frio pode resultar em queimaduras de frio e é mais comum em extremidades como orelhas, nariz, dedos das mãos e dos pés. O frio do vento aumenta o risco de congelamento. Em casos graves de ulceração, cristais de gelo se formam nos tecidos e destroem as células, resultando em danos permanentes. A pele aparecerá cerosa e branca ou cinza-amarelada. A área estará fria e entorpecida e pode parecer um bloco de madeira. O tecido ficará firme e não se moverá ou comprimirá facilmente quando pressionado.

Para fornecer primeiros socorros em caso de congelamento, faça o seguinte:

  1. Leve a pessoa para um lugar quente.

  2. Ligue para o 192 Samu

  3. Remova qualquer roupa apertada e todas as joias da parte do corpo afetada.

  4. Remova todas as roupas molhadas.

  5. Vista-se com roupas quentes e secas e cubra com um cobertor pesado.

  6. Coloque as áreas afetadas pelo congelamento em água morna, não quente (a temperatura deve ser confortável ao toque para as partes não afetadas do corpo).

Não esfregue, aperte ou dê tapinhas na extremidade afetada, pois isso pode aumentar o dano ao tecido. Não reaqueça uma extremidade congelada se houver risco de recongelamento. Procure mais atendimento de um profissional de saúde.

HIPOTERMIA


A hipotermia é uma condição potencialmente fatal quando a temperatura corporal cai perigosamente. A hipotermia pode até desenvolver-se em temperaturas não congelantes.

Os sinais e sintomas de hipotermia são:

  • Mudança de comportamento (confusão ou letargia)

  • Despir-se paradoxal

  • Tremores (mas para quando a hipotermia piora)

  • Rigidez muscular

  • Pele fria

  • Diminuição do esforço respiratório

  • Progressão para indiferença e morte

Uma ação rápida é necessária para cuidar de uma pessoa hipotérmica.

Ligue para o 192 Samu imediatamente e faça o seguinte:

  1. Remova a pessoa do frio e leve-a para um ambiente aquecido.

  2. Remova qualquer roupa molhada e seque a pessoa.

  3. Vista-se com roupas quentes e secas e cubra com um cobertor.

  4. Cubra a cabeça, pois é uma fonte de perda significativa de calor.

  5. Esteja preparado para realizar a RCP. Fique com a pessoa até a chegada de ajuda avançada.


EXPOSIÇÃO A TOXINAS E VENENOS


A lista de toxinas e exposição potencial a venenos é extensa e está além do escopo deste manual. Alguns conceitos básicos universalmente aplicáveis ​​aos prestadores de primeiros socorros estão incluídos neste manual.

Uma folha de dados de segurança de material (MSDS) deve estar disponível quando produtos químicos estiverem em uso em empresas e instituições. As folhas de dados fornecem informações sobre a composição de vários produtos químicos e são úteis ao entrar em contato com o controle de venenos.

Para prestar primeiros socorros nessas situações, faça o seguinte:

  1. Ligue para o 192 Samu

  2. Certifique-se de que o local seja seguro e use equipamento de proteção individual.

  3. Pegue o kit de primeiros socorros e o AED.

  4. Informe ao despachante os produtos químicos envolvidos, se possível.

  5. Remova a pessoa da toxina ou veneno e procure uma área bem ventilada, se possível.

  6. Remova as roupas saturadas, se houver.

  7. Siga todas as recomendações do despachante do 192 Samu

  8. Fique com a pessoa até a chegada de ajuda avançada.

  9. Ao tratar qualquer exposição a toxinas e venenos, os olhos devem ser lavados com bastante água. Ácidos e soluções alcalinas são particularmente cáusticos e podem levar a deficiências visuais permanentes ou perda.